Loading....

Líder do Governo lamenta queimadas no Pantanal e morte de animais

Líder do Governo lamenta queimadas no Pantanal e morte de animais

O líder do Governo na Assembleia Legislativa, deputado Gerson Claro (Progressistas), lamentou hoje (18) a onda de queimadas no Pantanal e a consequente morte maciça de animais na região.

Já são mais de 15 mil focos de incêndio, conforme dados de monitoramento do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), o maior desastre de todos os tempos. Também supera em 56% o pior ano até agora, 2005, quando foram registrados 10 mil focos no mesmo período.

“Nós fazemos parte desse ecossistema e dói muito ver tudo isso acontecendo. Ver os animais morrendo ou se machucando é muito difícil. Nossa fauna nativa está sofrendo com todo esse processo, inclusive há uma preocupação muito grande com os animais que estão em extinção. Precisamos trabalhar forte essa consciência ambiental para que esse bioma seja preservado e a ganância do homem não vença essa batalha”, afirmou.

Na primeira metade deste mês, o número de focos de incêndio registrado já é quase duas vezes maior do que durante os 30 dias de setembro de 2019. No acumulado entre janeiro e o dia 16 deste mês, houve um aumento de 208% em relação ao mesmo período do ano anterior, de acordo com os dados do Inpe.

O fogo já destruiu 15% da região, considerada a maior área úmida do mundo. “A destruição chegou ao refúgio das araras azuis, que infelizmente estão em extinção, e também às áreas de proteção das onças pintadas, símbolos da nossa região. É muito triste”, lamentou Gerson Claro.

Analistas afirmam que o socorro demorou a chegar, pois somente no mês passado foram enviados aviões e brigadistas para conter os incêndios. O governo agora aposta nas chuvas para remediar a situação, ainda fora de controle. O período úmido, no entanto, começa mesmo a partir de novembro.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*

Back To Top